Make your own free website on Tripod.com

O REI VAI FICAR NU

O Portal Cado é um espaço no mundo virtual que tem por objetivo ser uma tribuna para todos os músicos marginalizados e discriminados pelo sistema vigente de utilização da música através dos veículos de mídia. Cada vez mais, ela devora talentos, tal qual um buraco negro, preocupando-se apenas com o que pode ter retorno financeiro, sem se importar com o verdadeiro talento,
com a criatividade e com a abertura democrática dos seus palcos. Para todos aqueles que são obrigados a sobreviver nos subterrâneos, onde os holofotes não os alcançam, resta uma vida artística como um céu sem estrelas, face à iluminação artificial que nos impõe.

Os canais de televisão são concessões feitas pela Presidência da República ( do latim
res = coisa;pública = de todos) e não faz sentido a falta de acesso a todos os canais, onde, por Direito, todos têm que ter a oportunidade de apresentar o seu trabalho.

Fora disso, viveremos num estado de pseudo-liberdade e falsa justiça social, onde as oportunidades nunca serão realmente disponibilizada para todos.

Mais do que o grito dos sem-mídia, é necessário que os artistas que hoje usufruem destas vantagens, em detrimento de um enorme número de músicos que anseiam por uma única oportunidade, se sensibilizem e entrem nessa briga por um mundo mais igual. Não adianta a troca
de um nome conhecido por outro igualmente conhecido. A mídia tem uma dificuldade maior em entender o problema e raras vezes dispõe de programas que têm por intuito o descobrimento de outros talentos. Por sua vez, ao artista cabe dizer não quando um convite à sua pessoa está esbulhando o direito de algum artista marginalizado. Tudo o que já foi feito até agora ainda é muito pouco, diante de tudo que é preciso realizar.

Não temos a pretensão de tomar nada de ninguém, apenas exigimos que cada qual tenha o que lhe é de direito. Que as vozes caladas possam ser ouvidas, as guitarras silenciadas possam mostrar a beleza dos seus acordes.O que nós queremos mesmo,é que a mídia nacional deixe de ser uma fábrica de falsos heróis, que estimula a idolatria a seres humanos,que na verdade,são pessoas
extremamente comuns,estritamente normais. Não faz sentido a aura mítica em torno destes artistas, alçados, por absurdo, à condição de semi-deuses.

Da mesma forma, vale ressaltar a condição de "vaca sagrada" rotulada a determinados apresentadores de programas televisivos, como se suas palavras fossem proféticas ou bíblicas, verdadeiros dogmas, sem que ninguém os conteste e diga, conforme aquela antiga história infantil:
O rei está nu.

Entre outras coisas, que serão objeto de futuros manifestos, queremos sublinhar a necessidade de
ampliarmos o debate quando o assunto for de interesses dos músicos em geral. O que vemos, na prática, é que somente os músicos famosos são convidados a se manifestar sobre questões polêmicas como, por exemplo, o combate à pirataria ou regras de políticas de apoio cultural.Nós do Portal Cado, nos achamos no direito de participar e fazemos um apelo aos políticos que não
deixam de nos convidar. Não tem nada de mais se a mídia também chamar!

Enfim, após a nossa primeira carta, já notamos alguns passos em direção a uma revolução cultural democrática, sem exclusões e verdadeiramente justa. Mas, ainda falta muito e para continuarmos caminhando, precisamos do apoio de todos os músicos, mesmo àqueles que discordem de algum tópico defendido por nós. Entre em contato conosco para trocarmos idéias e juntos traçarmos um rumo que defenda os reais interesses de nossa classe.

Não tenha medo; chame o Cado!

Um abraço do guitarrista,

CADO